Since 1979
02
Nov 09
publicado por Luís Veríssimo, às 11:49link do post | comentar | ver comentários (2)

Ontem à noite em casa do ROM, pouco antes da entrada em cena na RTP1 do Professor Marcelo e as suas Escolhas, discutia-se política. Discutia-se se ao Professor Marcelo interessa ou não a Presidência do PSD. Eu sou dos poucos que defende que o Professor Marcelo não se vai candidatar à presidência do PSD. Não se vai candidatar pois o que lhe interessa é a Presidência da República, quer numa muito remota candidatura em 2011, em vez do Professor Cavaco, quer numa candidatura em 2017. Ao Professor Marcelo não lhe convém ser candidato a Primeiro-Ministro frente ao Engenheiro Sócrates daqui a 2 anos ou daqui a 4 frente a outro nome socialista. O Professor Marcelo não se esqueceu ainda quão má foi a sua liderança no PSD, quando um sedento pelo poder chamado Paulo Portas lhe cortou todas as vazas duma idílica reedição da AD.


Curiosa acho a seguinte notícia do DN: "Marcelo recusa PSD com barões em luta de facções". Já não é a primeira vez que se noticia que o Professor Marcelo quer é o entendimento das bases do PSD para poder avançar com uma candidatura à presidência do partido. Porquê? Porque o Professor Marcelo sente que o apoio que as várias facções lhe dão não é suficiente para vencer face à antiga promessa política que é Pedro Passos Coelho. Mas é muito curioso um barão do PSD como o é o Professor Marcelo falar na luta de facções.


Ontem à noite em casa do ROM discutia-se tudo isto em amena cavaqueira amigável. Com assumidos de direita e assumidos de esquerda, com filiados na direita e filiados na esquerda. Chegou-se a uma conclusão única, ainda o programa do Professor Marcelo ia no início, esta conjectura sobre a futura presidência do PSD não se irá dissipar tão cedo. Não nos esquecemos que só no próximo ano é que serão as eleições internas...

tags:

14
Out 09
publicado por Luís Veríssimo, às 04:06link do post | comentar | ver comentários (21)

Ontem de manhã na minha leitura informativa deparei-me com a seguinte notícia do jornal I "E quando o Facebook se revolta contra o Pingo Doce". Seria apenas mais um de muitos fait-divers que o Facebook tem, mas não é bem assim. Em termos de marketing o Pingo Doce (PD) era uma conta apetecível há muito. Em Janeiro do ano passado a contrato com a agência IARB foi renovado. A colaboração entre a IARB e a Jerónimo Martins (JM) remonta aos idos anos 90. Em Setembro deste ano a direcção da JM concedeu sem concurso a conta do PD à agência brasileira Duda Propaganda (por cá é Duda Portugal). Esta agência preparou e concebeu a campanha que já se pode ver por todo o lado, nas televisões, mupis e outdors. Não haveria mal nenhum não fosse o anúncio televisivo ser um estereotipo de anúncios dos anos 80, ou que copiasse o gesto que foi utilizado na campanha publicitária de Lula da Silva quando este foi candidato à Presidência do Brasil em 2002. Para não falar dos clichés e do sol a nascer no mar e da bandeira portuguesa ao contrário... por causa do vento. O PD tinha, já não tem, deixou de ter, uma marca consolidada, uma marca de confiança, uma das melhores comunicações que pode existir para uma cadeia de supermercados. Os grandes concorrentes, Jumbo, Modelo e Continente, tiveram que palmilhar muito para chegar onde o PD chegou em termos publicitários. O que me choca é ver que a IARB foi abandonada de forma ingrata, pois a agência ajudou a marca PD a chegar onde chegou, e vice-versa claro. Aderi ao grupo criado no Facebook porque sou cliente do PD e fiquei triste por ver um bom trabalho de anos ser jogado no lixo. Espero que a JM não mova nenhum processo por difamação à pessoa que criou o grupo no Facebook. Sinceramente gostava que os responsáveis da Jerónimo Martins tenham a decência e a humildade de retirarem a campanha do ar e que peçam desculpas aos clientes e fãs do Pingo Doce.


 


Vejam também:


Gente que não grama o anúncio do Pingo Doce do Duda - Grupo do Facebook contra a publicidade

Descontentamento com a campanha do Pingo Doce cresce no Facebook - artigo no Meios & Publicidade

Anúncio do Pingo Doce alvo de críticas na Net - artigo do Jornal de Negócios

José Carlos Campos: campanha do Pingo Doce não retrata um “país genuíno” - artigo do Briefing

PINGO DOCE: COMO JODER UNA MARCA EN UN ABRIR Y CERRAR DE OJOS - post dum blog espanhol

As pessoas que gostam do novo anúncio do Pingo Doce! - Grupo do Facebook a favor da publicidade


 


Vejam o anúncio:



09
Abr 09
publicado por Luís Veríssimo, às 20:01link do post | comentar | ver comentários (2)

Nesta semana que se diz ser santa tenho por habito comer apenas peixe. Isto acontece-me mais por educação que por motivos religiosos. Sendo assim, hoje fiz para o almoço Sopa de Bacalhau. Esta sopa pode servir como entrada ou até mesmo como prato principal. Apesar de ter feito apenas a sopa para mim, deixo-vos a receita para 4 pessoas:



Receita para 4 pessoas:



Ingredientes:

- 500gr de bacalhau desfiado (ou uma posta média por pessoa);

- meia dúzia de batatas médias;

- 1 ovo por pessoa;

- caldo de peixe;

- pimenta;

- azeite;

- salsa;

- alhos;

- louro;

- pão;

- sal;

Preparação:

Coze-se primeiro o bacalhau com azeite, sal, louro e alhos a gosto, a quantidade de água é a que se desejar. Depois do bacalhau estar cozinhado retira-se da água e reserva-se. Na água do bacalhau colocam-se as batadas, um cubo de caldo de peixe e salsa a gosto. Entretanto limpa-se o bacalhau de peles e espinhas. Assim que as batatas estiverem cozinhadas retira-se o louro e desfazem-se em puré com a varinha mágica. Depois desta operação colocam-se os ovos para que escalfem, deixando-os mais ou menos cozidos conforme o gosto de cada pessoa. Junta-se por fim a este preparado o bacalhau, retificam-se os temperos e serve-se por cima de pão cortado aos cubos. E bom jantar...



Notas:

Nenhuma a assinalar.


04
Abr 09
publicado por Luís Veríssimo, às 12:02link do post | comentar

A DreamWorks brinda-nos este ano com "Monstros vs Aliens", o seu primeiro filme em 3D. A experiência 3D é muito engraçada, sem dúvida, mas agora está demasiado na moda. A Disney há uns meses anunciou que os seus filmes de animação iriam passar apenas a ser produzidos em 3D. Na calha para este ano está também "Up - Altamente!" da Pixar em... 3D. Depois da revolução que foi o cinema de digital a nova era na animação é o 3D, que curiosamente é feito digitalmente. E a animação tradicional? Ficará apenas para os japoneses da Ghibli? O meu problema é que quando vou ver um filme de animação quero ver um filme de animação e não um filme de animação a fazer-se passar por um filme de imagens reais. Confesso que neste "Monstros vs Aliens" vi os poros da barba do General W. R. Monger. Para quê?


Outro problema que tenho com esta nova vaga de filmes de animação é que as versões em 3D apenas estreiam nas salas portuguesas em versão portuguesa. Sim, claro que as versões portuguesas são sempre muito boas e fazem adaptações muito bem feitas e etc. Mas não custava muito ter apenas uma única sessão em versão 3D+vozes originais. Por este caminho apenas nos irão estrear as versões portuguesas, como aconteceu com o "Coraline e a Porta Secreta".


Sinceramente gostei deste "Monstros vs Aliens", mas pouco. Há qualquer coisa que parece falhar. É demasiado perfeitinho. Ora, quando é tudo muito bonitinho parece falhar tudo... Ou sou eu que estou demasiado exigente ou hoje estou demasiado rezingão? Contudo pode-se ver a abismal diferença entre a DreamWorks e a rival Pixar. Vejam por curiosidade o filme "Monstros e Companhia" de 2001 produzido pela Pixar.


Visionado ontem na versão 3D, versão portuguesa, o filme "Monstros vs Aliens" leva como classificação um 3 em 5.


Bons filmes e bom cinema.


03
Abr 09
publicado por Luís Veríssimo, às 08:01link do post | comentar | ver comentários (3)

Qual fénix renascida, este blog regressou das cinzas. Não sei bem de que cinzas... Nem sei como serão os futuros posts. O que é certo é que está de regresso!


14
Fev 09
publicado por Luís Veríssimo, às 07:52link do post | comentar

A melhor melodia que pode definir o dia de hoje é sem dúvida alguma esta, My Funny Valentine, a letra ainda é actual e sê-lo-á sempre. No vídeo a sempre esquecida Sarah Vaughan canta uma das suas versões únicas, não em 1990 (ano da sua morte), mas em 1973 no Japão.


12
Fev 09
publicado por Luís Veríssimo, às 10:22link do post | comentar

Charles Darwin by G. Richmond 


Há 200 anos nasceria o homem, que viria a mudar toda a concepção que o ser humano tinha sobre de onde vinha, Charles Darwin mudou o mundo através da sua teoria da evolução.


09
Fev 09
publicado por Luís Veríssimo, às 15:49link do post | comentar

Carmen Miranda


A 9 de Fevereiro de 1909 nascia em Marco de Canavezes a luso-brasileira que viria a ser conhecida como Carmen Miranda. Teve Portugal, o Brasil e os EUA a seus pés. O que seria a Banana Chiquita, o que seria o Carnaval do Rio, o que seria Hollywood, sem si e o seu tutti-frutti hat?



22
Jan 09
publicado por Luís Veríssimo, às 09:05link do post | comentar | ver comentários (5)

Hoje faço...


30 anos


anos.


16
Jan 09
publicado por Luís Veríssimo, às 20:47link do post | comentar | ver comentários (2)

Visionado a 15 de Janeiro.

 

Cartazes: 4
Diálogos: 4
Argumento: 5
Realização: 4
Fotografia: 5
Montagem: 4
Personagens: 5
Banda Sonora: 5
Efeitos Especiais: 5
Intrepertações: 5

Média: 4,6

Classificação Geral: 5 em 5

Aspecto Negativo:

É pena que apenas se olhe para a intrepertação de Brad Pitt, pois a intrepertação de Cate Blanchet é superior à de Brad.

Aspecto Positivo:

A par da maravilhosa fotografia de salientar ainda a química que o par Brad & Cate têm no grande ecrã, já demonstrado em Babel.


mais sobre mim
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO