Since 1979
15
Mar 08
publicado por Luís Veríssimo, às 20:51link do post | comentar | ver comentários (2)

 


Um dos filmes mais interessantes da história do cinema brasileiro é "Cidade de Deus" (site oficial) - "City Of God" (link no IMDb), 2002 de Fernando Meirelles e co-realizado por Kátia Lund. O livro homónimo de Paulo Lins foi magistralmente adaptado para o cinema. Este filme é uma verdadeira obra prima, com uma exímia montagem, interpretações deliciosas, uma fotografia soberba... nada lhe falta, tem romance, comédia, acção e muito mais. Foi nomeado para quatro Óscares e esteve presente na competição oficial do Festival de Cannes. «O principal personagem do filme "Cidade de Deus" não é  uma pessoa. O verdadeiro protagonista é o lugar. Cidade de Deus é uma favela que surgiu nos anos 60 e se tornou num dos lugares mais perigosos do Rio de Janeiro no começo dos anos 80.» Deixo-vos aqui os minutos iniciais.



13
Mar 08
publicado por Luís Veríssimo, às 17:56link do post | comentar | ver comentários (1)

Entre um casal de meia idade:


"- Estás a ver aqueles ali?!? - perguntou-lhe ele apontando para um grupo de pessoas a fumar à porta de um prédio com aspecto empresarial. Ela apenas assentiu com a cabeça. - Agora perdem imenso tempo a vir fumar para a rua. Antigamente fumava-se nas secretárias e ninguém reclamava. - ela nada respondeu e a ladainha continuou até o autocarro parar na paragem terminal."


Penso de mim para mim: antigamente não havia respeito pelo colega não fumador do lado, ainda bem que hoje há, mesmo que devido a uma lei. E o défice de produtividade portuguesa não é um mal de agora e não se deve aos trabalhadores não poderem fumar confortavelmente sentados no seu local de trabalho.

tags:

12
Mar 08
publicado por Luís Veríssimo, às 19:16link do post | comentar

Em Julho haverá casamento! Estou tão feliz e contente!

tags:

11
Mar 08
publicado por Luís Veríssimo, às 13:48link do post | comentar | ver comentários (1)


Há 4 anos chorei. Hoje a dor continua no meu coração - e continuará sempre.


Imagem roubada ao El Mundo, do artigo 11-M Massacre en Madrid.

tags: ,

10
Mar 08
publicado por Luís Veríssimo, às 12:45link do post | comentar | ver comentários (2)

¡Zapatero, presidente!



José Luis Zapatero e o seu PSOE conquistaram 169 deputados contra os 153 conquistados pelo PP de Mariano Rajoy, dos 350 que estavam em disputa. Zapatero não conquistou a desejada maioria absoluta, mas mesmo assim o PSOE teve mais votos que em 2004. Os votos em Rajoy também aumentaram, só não chegaram para bater o seu adversário. Esperemos agora para ver se Zapatero governará em coligação ou não (a haver coligação com quem será).


08
Mar 08
publicado por Luís Veríssimo, às 12:35link do post | comentar | ver comentários (4)


Ontem este blog, o "V (quinto)", esteve em destaque pela segunda vez na página dos Blogs do Sapo. O que é interessante quando um blog do Sapo está em destaque é que nunca se está à espera. E realmente e sinceramente eu não estava mesmo nada à espera. É sempre bom o nosso blog estar em destaque, gostei, delirei até. O destaque dá visibilidade e aumenta o número de visitantes e é isso que o Sapo quer. O que nunca pensei foi que o meu post de ontem causasse polémica. Agora nada posso fazer. Apenas que nos próximos tempos irei dissertar e dissecar o assunto Ibéria. Quero também agradecer todas as visitas feitas e os comentários deixados.

tags: ,

07
Mar 08
publicado por Luís Veríssimo, às 07:55link do post | comentar | ver comentários (12)

Quem me conhece sabe que tenho uma ligação muito próxima e especial com o Alentejo. Não só por lá ter vivido, como também por a minha família ser de lá (apesar de a paterna estar instalada na zona de Setúbal, onde também vivi). É certo que a minha relação com o meu Alentejo é um pouco de amor/ódio. Cada vez que visito a minha avó materna adoeço. Mas lá está, é o MEU Alentejo e encho-me de orgulho em afirmar que sou de lá.


Isto tudo a propósito da imagem da primeira página do Público (que parece que fez 18 anos esta semana) de hoje:



A Herdade dos Machados em Moura foi comprada por uns espanhóis. Esta compra não seria extraordinária se não estivesse em causa o maior olival português. Não tenho ligações a Moura, nem à Herdade dos Machados, mas esta compra preocupa-me. É certo que os olivais estão protegidos por lei em Portugal, mas em Espanha não, e há uns anos andaram a desmatá-los ao desbarato. "De Espanha nem bom vento, nem bom casamento!". Sim, eu sei que às vezes tenho vontade de ir viver para Espanha...


Curiosamente o tema do jantar de mais logo à noite será o Alentejo. Ai que saudades que tenho...


06
Mar 08
publicado por Luís Veríssimo, às 07:45link do post | comentar | ver comentários (2)

Quer se queira quer não o mundo do cinema provoca nas pessoas toda uma amalgama de sentimentos possíveis. É isso que nos faz estar tão bem "no escurinho do cinema" - pelo menos a mim faz. Que melhor mundo do cinema haveria para mostrar esses sentimentos? O de Alfred Hitchcock, pois está claro. Os filmes, o ambiente, o universo, o espírito de Hitch foi revisitado, foi recriado, foi revivido pela Vanity Fair de Março. A prestigiadíssima revista norte-americana - que parece que vai ter uma edição portuguesa - brindou-nos com mais um brilhante trabalho de fotografia. Queria apenas salientar estas duas fotografias:




Jodie Foster em The Birds, fotografia de Norman Jean Roy





Seth Rogen em North By Northwest, fotografia de Art Streiber.


Vejam todas as fotografias reunidas neste site. Destaque especial ainda para as imagens de Marion Cotillard, arrepiantes. Leiam também o artigo on-line "Behind the Scenes: It’s the Hitch in Hitchcock".

tags: ,

04
Mar 08
publicado por Luís Veríssimo, às 12:02link do post | comentar | ver comentários (2)

Prevê-se que tudo se decida hoje. Eu continuo a acreditar nela, ele não me convence mesmo. Mais informações aqui.


03
Mar 08
publicado por Luís Veríssimo, às 21:38link do post | comentar | ver comentários (1)

Visionado a 02 de Março de 2008.




 


Cartaz: 5


Diálogos: 5


Realização: 5


Fotografia: 4


Montagem: 5


Argumento: 5


Banda Sonora: 4


Interpretações: 5


Cenários (exteriores): 5


Título (original e português): 5


Média: 4,8


Classificação Geral: 5 em 5


Aspecto Negativo:


O facto do filme não ter estreado em Portugal antes da cerimónia dos Oscars®.


Aspecto Positivo:


Os diálogos são do melhor que se pode ver e com certeza ficarão na história do cinema.


mais sobre mim
Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14

16
18
21
22

23
27

30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO