Since 1979
03
Abr 09
publicado por Luís Veríssimo, às 08:01link do post | comentar | ver comentários (3)

Qual fénix renascida, este blog regressou das cinzas. Não sei bem de que cinzas... Nem sei como serão os futuros posts. O que é certo é que está de regresso!


12
Dez 08
publicado por Luís Veríssimo, às 12:58link do post | comentar | ver comentários (3)

Às vezes, não muitas felizmente, vejo a minha vida como uma daquelas séries americana. Daquelas bem realizadas, bem filmadas, com bons argumentos, bons actores e boas personagens. Esta série, Living in Lisbon – Viver em Lisboa, teria começado em Setembro de 2001, quando vim para Lisboa estudar. Sendo que já vai na sétima temporada. Já foi reclamado o seu cancelamento, mas agora a série está novamente animada, já que pela primeira vez a maior parte da acção passa-se fora de Lisboa. Começou muito timidamente numa espécie de versão de Dawson’s Creek. Já também passou fases tipo Six Feet Under, Desparate Housewives, Chuck, Punshing Daisies, Heroes, ou mesmo The X Files. Agora está numa fase meio Grey’s Anatomy meio Private Practice. A pior fase foi sem dúvida as duas últimas temporadas em que os desentendimentos das personagens azedaram o aparente entendimento entre actores. Mais parecia uma versão rasca de Beverly Hills, 90210. Os conflitos foram de tal ordem que variadíssimos actores abandonaram a série, uns por despedimento, outros por afastamento das suas personagens, outros ainda pelo seu próprio pé. Os produtores agora fazem exactamente o mesmo que os produtores da série Lost, quem se portar mal vai para o olho da rua. Como qualquer série que se preze, apesar dos conflitos e mal-estar, a cada temporada entram e saem personagens. Para além da minha personagem mantém-se na série apenas mais duas personagens da primeira temporada. É certo que esporadicamente aparecem personagens que já saíram. Mas a melhor fase até agora foi sem sombra de dúvida a que precedeu os conflitos. De momento está outra vez numa boa fase. Com personagens bastante fortes e dinâmicos. Tudo graças a bons actores que foram recentemente contratados. Esta série não é estanque, não se cinge a apenas um tema, é muito vasta, aborda inúmeros assuntos. Desde amores a desamores, desde sexo desenfreado a sexo sem precauções, desde homossexualidade feminina e masculina, até a supostas heterossexualidade, desde doenças graves a sustos hospitalares, desde morte a nascimentos, desde comédia a drama, desde humor a tragédia. Como podem ver esta série é um sucesso estrondoso…


10
Nov 08
publicado por Luís Veríssimo, às 20:26link do post | comentar | ver comentários (3)

É oficial este blog foi votado ao ABANDONO!!!


Mas prevêem-se as melhoras para breve.


17
Out 08
publicado por Luís Veríssimo, às 10:32link do post | comentar

Quando era um adolescentezinho, uma criancinha ainda, e morava em Setúbal... andei enrolado com a minha vizinha do lado. Chamava-se Cláudia, era morena e era linda de morrer. O enrolanço foi de tal ordem que chegou ao nível sexual. Foi a "primeira vez" de ambos. Mas foi tudo muito inocente e sem o significado algum. Foi algo tão bonito, do qual não gosto de falar...


15
Out 08
publicado por Luís Veríssimo, às 10:56link do post | comentar | ver comentários (3)

Quando era um adolescentezinho, jovem imberbe e inconsciente, e morava no Alentejo... roubei um teste, não interessa saber de onde. Era um teste de Química ou de Física, andava eu no 10.º ou 11.º ano, acho. Inevitavelmente fui descoberto, também não interessa saber como fui descoberto. O que interessa é que fui punido com dois dias de suspensão. Isto depois de um penoso "julgamento". Esta lição serviu-me para a vida. A minha veia de delinquente secou com este episódio. Mas acreditem que o que "não interessa saber" deixar-vos-ia de boca aberta.


13
Out 08
publicado por Luís Veríssimo, às 12:18link do post | comentar | ver comentários (3)

De hoje e até à próxima sexta-feira (18 de Outubro) irei colocar aqui 5 dos meus segredos mais sombrios. Segredos que muito pouca gente os sabe... Meio em jeito de limpar a minha consciência... Dado que de meados de Outubro ao início de Novembro (com férias e viagens à mistura) irei andar meio para o deprimido.


 


Quando era um adolescentezinho, jovem imberbe e inconsciente, e morava no Alentejo... estive para ir viver para os EUA com uma família portuguesa. Irremediavelmente iria para Newark. Se tivesse ido seria um daqueles portugueses radicados nos states cheio de saudades do meu Portugal. Saberia de cor e salteado toda a música pimba. Seria um daqueles emigrantes broncos. Ainda bem que não fui...


04
Out 08
publicado por Luís Veríssimo, às 14:24link do post | comentar | ver comentários (6)

Ontem à noite custei-me a deixar dormir...


E não foi porque conseguia ouvir a televisão dos vizinhos do lado, de tão alta que estava. E não foi por não ter sono, estava mortinho. E não foi por ter dormitado uma horinha a meio da tarde.


Ontem à noite custei-me a deixar dormir...


Confesso! Foi por sentir a falta do teu calor ao meu lado. Confesso! Ando embriagado... tal como o outro também andava. Confesso! Fazes-me falta.


26
Ago 08
publicado por Luís Veríssimo, às 20:06link do post | comentar | ver comentários (4)

Tenho andado tão ocupado com tanto em que pensar, que nem fiz umas considerações sobre o final dos Jogos Olímpicos 2008. Organizei para sábado passado uma ida a Tróia e a Setúbal para uns amigos e conhecidos. A "movimentação sentimental" tem andado a evoluir de forma bastante favorável. E tenho também andado a preparar a terceira mudança do ano. Ou seja, tenho tido muito em que pensar e muito pouco tempo de jeito para o blog.


04
Ago 08
publicado por Luís Veríssimo, às 16:53link do post | comentar | ver comentários (4)

Não, não estou na "pila da Europa", nem tampouco estou de férias. Cá continuo com a minha vidinha. Agora um pouco mais calma. Os últimos tempos têm sido bastante interessantes. Têm tido alguma movimentação sentimental. O que é manifestamente bom e particularmente interessante. Quando não se procura, é quando se encontra. Quando não se espera, é quando surge. É muito bom encontrar e ser-se encontrado.

A chamada "pila da Europa" é composta pela Noruega e pela Suécia, sendo que "os testículos" são a Finlândia. É "pela pila da Europa" que o meu pensamento andará nos próximos dias...


16
Jul 08
publicado por Luís Veríssimo, às 16:09link do post | comentar | ver comentários (3)

... quando me esparramo no sofá a ver episódios do Lost e a comer pão e quilos, muitos, quilos de cerejas. Daquelas bem docinhas e bem sumarentas e bem vermelhas. À falta de cerejas vai melancia, também bem doce e bem sumarenta e bem vermelha. Gosto do Verão por poder deliciar-me com estas frutas.


mais sobre mim
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO