Since 1979
28
Jan 10
publicado por Luís Veríssimo, às 10:51link do post | comentar


O final do ano passado trouxe-nos o segundo álbum do companheiro e grande amigo, Júlio Resende, Assim Falava Jazzatustra. As influências filosóficas são mais que notórias. Um álbum mais cheio, mais adulto, mais expansivo. Em resumo, um álbum melhor. Deixo-vos aqui o vídeo promo do álbum:



contactos:


Júlio Resende: página oficial; Facebook, MySpace;


Editora: Clean Feed.


10
Jun 08
publicado por Luís Veríssimo, às 12:34link do post | comentar


Hoje para além de ser o Dia de Portugal de Camões e das Comunidades Portuguesas é também o dia em que se comemora o aniversário do meu pai e do meu bom amigo Júlio Resende, abraços e beijos sentidos aos dois.


19
Mar 08
publicado por Luís Veríssimo, às 20:56link do post | comentar | ver comentários (2)

Entre mim e uma amiga:


"Eu - Sabes, às vezes é bom exorcizar isso tudo que nos vai na alma...
Ela - Exorcizar como?
Eu - Escrevendo, gritando, nadando, tudo isto feito com fúria , muita fúria.
Ela - Pois.. :( Tenho de ver isso.
Eu - Sexando também dá resultado!
Ela -  Luís és uma bomba! Isto só me ajuda a ver que a frase "O amor não basta." faz todo o sentido. Mas neste sentido: o gostarmos de alguém não quer dizer que a pessoa nos faça bem.
Eu - Claro que o amor não basta. Nalgumas relações vai bastando.
Ela - Lá está!"


Não me venham com coisas. Numa relação o amor não basta. Numa relação tem que haver sexo (muito e bom sexo). Numa relação tem que haver conversas (inteligentes e interessantes). E tem que haver muitas mais coisas, como por exemplo, intimidade e cumplicidade. O amor é muito mais que amor.


27
Fev 08
publicado por Luís Veríssimo, às 19:23link do post | comentar | ver comentários (2)

"Ela é muito carente! Está sempre a pedir atenção! Não tenho paciência!" Também não gostei nada destas frases! Nada mesmo! Soaram-me a acusação desnecessária. Ontem à tarde ouvi esta frase da boca duma amiga minha e ex-colega de trabalho. Referia-se a uma outra ex-colega minha e amiga em comum. Não gostei e disse-lho. O beijo de despedida que lhe deu já não soube ao mesmo. O que me valeu foram os beijos deliciosos que dei e recebi da "carente"...


 



Adenda ao post:


Carente; adjectivo


1. que precisa; que necessita;


2. que tem grande necessidade de carinho;


(Do lat. carente-, part. pres. de carére, «ter falta de»)


Fonte Infopédia.


mais sobre mim
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO