Since 1979
24
Abr 11
publicado por Luís Veríssimo, às 10:39link do post | comentar | ver comentários (2)

A 28 de Maio de 1926 dá-se a Revolução Nacional. Conduzindo ao fascismo e à ditadura em Portugal. Regime político que termina apenas a 25 de Abril de 1974 com a Revolução dos Cravos. Esta revolução conduziu-nos à liberdade e à libertação de centenas de presos políticos. Durante 48 anos o novo estado perseguiu, prendeu e torturou muitas pessoas, matando algumas centenas também, talvez milhares. 48 penosos anos. Foi o mais longo regime autoritário da Europa Ocidental no século XX.

São os rostos de 16 desses presos políticos que foram torturados que vemos no filme "48" (2009) de Susana de Sousa Dias. Este documentário não é propriamente um documentário. Não documenta, mostra. Mostra-nos de forma fria os retratos de entrada e de saída desses presos. O filme magoa. É um filme difícil de se ver por isso mesmo, porque nos é desconfortável. É arrepiante ouvir os relatos das torturas impiedosas, vis e desumanas. Fazendo da PIDE um monstro real e temível. Este filme é um filme político, de protesto. Que com mestria e sabedoria coloca o dedo na ferida dos efeitos do Estado Novo, que apesar de 37 anos de liberdade ainda está aberta e por sarar. As fotografias não são estáticas, vão-se movendo, um rosto abre-se a outro. Dá-nos o sentido da evolução da tortura espelhada nas caras. Que nos interpelam, avisando-nos que é tão fácil chegar aos regimes que nos retiram todas e quaisquer condições humanas. E é esta dura crueza que nos atinge como um raio.

Em cima na imagem o cartaz do filme e em baixo o trailer.


22
Abr 11
publicado por Luís Veríssimo, às 10:20link do post | comentar | ver comentários (3)

Hoje é sexta-feira. Sexta-feira Santa. Sexta-feira (ainda) não foi alterada com os acordos ortográficos. Sexta-feira escreve-se (ainda) sexta-feira. Mas esta, a de hoje é santa. Como se de um shabat se tratasse. Neste dia que é santo nada, ou quase nada se pode fazer. Não poder comer carne é a "proibição" que mais salta à vista. Eu próprio ontem à noite tirei do congelador um belo frango para assar. Hoje de manhã quando acordei pensei que talvez não fosse boa ideia cozinhar o frango. Isto é uma das muitas tradições e imposições da nossa cultura portuguesa. Irremediavelmente associada ao cristianismo e sobretudo ao catolicismo apostólico românico. Nesta sexta-feira, a santa, não se pode trabalhar. Mas há quem trabalhe para garantir a santidade do dia. O pessoal da famosa troika está lá no "seu" gabinete a ver o que pode continuar a fazer para deprimir ainda mais os portugueses. Essa troika não descansa. Foram esses senhores do Norte que trouxeram a chuva e o mau tempo numa altura em que já estávamos a gozar dias de Verão. Sócrates também foi gozar uns diazinhos para o Algarve. Dizem que está num hotel de luxo. Pois eu acho muito bem que esteja. Que este país é muito cansativo e ter conseguido obter uma boa sondagem depois de tanto trabalho e esforço merece algum descanço. Sócrates é o nosso Cristo, será que vai conseguir ressuscitar nas eleições de 5 de Junho? Mas esta sexta-feira quer-se santa, quer-se apaixonada, com peixe e sem carne, com amigos e em família, a trabalhar ou a ver maus filmes na televisão, a ler jornais ou maus best-sellers. É esta a sexta-feira que temos, uma sexta-feira santa ou a vida selvagem que foi destinada a Portugal.

Capa d' O Inimigo Público de 22 de Abril de 2011.

 


20
Abr 11
publicado por Luís Veríssimo, às 11:33link do post | comentar | ver comentários (1)

... já dizia a música "Olhos Castanhos". Olhos azuis são os meus. Azuis, de um azul escuro, da cor do Oceano (acho). Desde os 18 anos que uso óculos e acho que os olhos azuis desaparecem por detrás do armação e das lentes. em breve vou tentar retomar um projecto antigo: passar a usar lentes de contacto. Há uns anos, andava eu na Faculdade, experimentei as lentes, mas não gostei, não me adaptei. Sentia incómodo por ter um corpo estranho nos olhos. E era um incompetente a colocar as lentes. Desta vez vou tentar com mais esforço e não não vou desistir até me habituar. Estou determinado em fazer mudanças este ano.Na foto uma imagem de Brad Pitt e os seus olhos azuis no novo filme de Terrence Malick, The Tree of Life (2011). Estreia (prevista) em Portugal a 27 de Maio de 2011.


19
Abr 11
publicado por Luís Veríssimo, às 22:33link do post | comentar | ver comentários (3)

Será? Será que este blog irá ressuscistar? Será? Será que este blog está completamente morto, ou ainda tem alguma vida? Será? Será que ainda tenho alguma coisa a dizer de relevante? Será?



Música: "Que Sera, Sera (Whatever Will Be, Will Be)"


Interpretação: Nana Mouskouri


numa versão em alemão

tags:

30
Jun 10
publicado por Luís Veríssimo, às 13:36link do post | comentar | ver comentários (1)



Ora bem, vamos ver se nos entendemos... Se o Governo Português utilizar a Golden Share que tem na PT para que esta possa comprar uma televisão: "Ai que o Estado quer controlar a TVI e por acréscimo quer controlar toda a televisão nacional!". Se o Governo Português utiliza a Golden Share que tem na PT, quase por imposição dos partidos da Assembleia da República, impedindo assim a venda de parte duma operadora móvel brasileira, que uma empresa espanhola quer comprar: "Ai que Estado não devia tê-lo feito, agora vem Bruxelas com mais argumentos para acabar com as golden shares e vai multar Portugal, e os accionistas queriam vender para embolsar uns milhões que estão com falta de liquidez e não conseguem investir sem dinheiro!". Ou o Estado pode utilizar a Golden Share para o bem e para o mal ou não pode utilizar de todo e acabam-se esses paraísos dourados. Não podemos é ter dois pesos e duas medidas. Atinem-se, sff. Tenho dito!


07
Jun 10
publicado por Luís Veríssimo, às 13:53link do post | comentar | ver comentários (1)



Teresa e Helena foram esta manhã o primeiro casal do mesmo sexo a casar. O casal casou na mesma conservatória de Lisboa onde há quatro anos tentaram casar pela primeira vez. Esta notícia foi a notícia de abertura do Primeiro Jornal (SIC) e no Jornal da 1 (TVI), infelizmente no Jornal da Tarde (RTP1) a notícia só foi dada aos 8 minutos após as 13h. Estou feliz! Estou mesmo muito feliz. Hoje é o primeiro dia de uma nova realidade em Portugal. À Teresa e à Helena os meus sinceros parabéns, que sejam felizes e que consigam realizar o outro sonho que têm: a parentalidade das suas filhas.


ACTUALIZAÇÃO


A SIC voltou à notícia de abertura do seu Primeiro Jornal: o casamento de Teresa e Helena.

02
Jun 10
publicado por Luís Veríssimo, às 22:08link do post | comentar | ver comentários (1)

 




Desde Fevereiro que existe o site dezanove. E o que é o dezanove? O dezanove é "Um portal de notícias e eventos que reflecte o dia-a-dia da temática LGBT em Portugal e no mundo, de forma isenta e descontraída, destinado a tod@s que gostem de estar em cima do acontecimento.

 


E dezanove porquê? Bom, poderíamos começar a alimentar os mitos associados a este número, mas não vamos fazê-lo. Dezanove é o número do artigo da Declaração Universal de Direitos Humanos que diz que todo o ser humano tem direito à liberdade de opinião e expressão, mas também de procurar, receber e transmitir informações e ideias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras.". E desde o mês passado que escrevo umas coisinhas sobre cinema para o dezanove. Até agora apenas escrevi dois artigos que podem ler aqui e aqui. Vejam o site, leiam-no, participem, comentem, sigam-no no Twitter e sejam fãs no Facebook.


 


publicado por Luís Veríssimo, às 11:56link do post | comentar

 



 


...que eu tinha de ler o blog Cocó na Fralda. O dia-a-dia duma mãe completamente louca (no bom sentido, claro). Ai que saudades que eu tinha! Já me tinha esquecido do prazer que é ler coisas bem escritas. Ler este blog fez-me recordar os bons tempos do suplemento DNA do jornal DN, onde esta mãe louca escrevia. Pode ser que este novo regresso ao prazer me incentive a acompanhar novamente alguns blogs que eu gostava de ler há uns tempos largos. Pode ser também que me inspire a voltar a escrever aqui neste blog.

tags:

07
Mar 10
publicado por Luís Veríssimo, às 16:20link do post | comentar | ver comentários (1)

Este ano há um fartote de nomeações a melhor filme, 10 no total, desde 1944, ano em que ganhou o filme Casablanca o Oscar de Melhor Filme, não havia 10 filmes na corrida ao prémio principal. Esta mudança deve-se às fracas audiências registadas nos últimos 10 anos. Com o acréscimo de filmes a Melhor Filme mudou também o sistema de votação para esta categoria. Para além desta novidade há mais. Os Oscars Honorários já foram entregues, numa cerimónia/jantar há umas semanas em Hollywood. Os vencedores este ano apenas têm 45 segundos para fazer o seu discurso em palco. Os apresentadores das várias categorias irão ser os vencedores do ano passado, a tão falada nova geração de Hollywood, e os comediantes de serviço. As 5 musicas nomeadas este ano não serão apresentadas ao vivo. A Academia quer assim uma cerimónia mais curta, mais jovial, com humor e mais audiências. Dito isto aqui ficam as minhas apostas para mais logo à noite:


Melhor Filme Estrangeiro:


O Laço Branco (Alemanha - de Michael Haneke)


Melhor Filme de Animação:


Fantástico Senhor Raposo (de Wes Anderson)


Melhor Argumento Adaptado:


Distrito 9 (argumento de Neill Blomkamp e Terri Tatchell)


Melhor Argumento Original:


Sacanas Sem Lei (argumento de Quentin Tarantino)


Melhor Actriz Secundária:


Mo'Nique (por Precious)


Melhor Actor Secundário:


Cristoph Waltz (por Sacanas Sem Lei)


Melhor Actriz:


Gabourey Sidibe (por Precious)


Melhor Actor:


Colin Firth (por Um Homem Singular)


Melhor Realizador:


Kathryn Bigelow (por Estado de Guerra)


Melhor Filme:


Estado de Guerra (de Kathryn Bigelow)


sites oficiais:


OscarAcademy of Motion Picture Arts and Sciences

tags:

publicado por Luís Veríssimo, às 11:43link do post | comentar | ver comentários (1)

E a canção vencedora é...

Há Dias Assim, letra e música de Augusto Madureira e interpretação de Filipa Azevedo. Até nem desgosto da música. Mas mais uma vez houve polémica na atribuição da votação. Acho que desde 2006 em que as Non Stop empataram com a Vânia tem havido sempre alguma polémica. A canção mais votada pelo público este ano  (Canta por Mim de Catarina Pereira) ficou em 2.º lugar a apenas 1 ponto da vencedora. Como diz a canção vencedora... Há Dias Assim!


mais sobre mim
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO