Since 1979
03
Jun 11
publicado por Luís Veríssimo, às 19:44link do post | comentar

O meu voto conta? Claro que conta. O meu voto tem importância? Claro que tem. O meu voto é decisivo? Claro que é. Assim como o de todos nós. Por isso é muito importante votar em qualquer eleição ou referendo. Por pouco que tenham acompanhado esta campanha, podem verificar que um lado culpa o outro pelo estado em que está o país. Um lado chamou "ignorantes" aos alunos que andaram nas Novas Oportunidades. Esse mesmo lado disse a uma senhora que uma enxadazinha lhe fazia bem quando a dita senhora o mandou trabalhar. O outro lado teve umas alegres figuras de turbante a baterem-lhe palmas. Teve também uns quantos protestos à porta dos seus comícios. O terceiro do "arco governativo" fez uma campanha sem grainhas. À esquerda, o avô parece que fez apenas campanha na sua zona de conforto, não arriscando mais, não ousando mais. A outra esquerda arrisca-se a ser o novo partido do táxi. Os chamados partidos pequenos, sem assento parlamentar, conseguiram que um tribunal, o de Oeiras, interferisse na campanha, obrigando as televisões a transmitir uns debates enfadonhos e monótonos. Em resuma, uma campanha igual às anteriores, cansativa e pouco esclarecedora. Mas o importante é ir votar. Fazer valer a nossa decisão. Mesmo que o resultado não seja a nosso favor. É nas urnas, é através da representatividade parlamentar que nós, cidadãos, temos voz activa. E ainda bem que esta campanha já está a acabar. A partir de segunda-feira é que vão ser elas. A troika andará por aí, a controlar-nos, a vigiar-nos, a fazer-nos a vida ainda mais negra. E não se irá embora sem nos depenar o pouco que já temos...


Infelizmente foi o partido "Abstenção" que ganhou as eleições...
Pinguim a 7 de Junho de 2011 às 00:55

Infelizmente. Não consigo entender este deixa andar...

mais sobre mim
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO