Since 1979
14
Out 09
publicado por Luís Veríssimo, às 04:06link do post | comentar

Ontem de manhã na minha leitura informativa deparei-me com a seguinte notícia do jornal I "E quando o Facebook se revolta contra o Pingo Doce". Seria apenas mais um de muitos fait-divers que o Facebook tem, mas não é bem assim. Em termos de marketing o Pingo Doce (PD) era uma conta apetecível há muito. Em Janeiro do ano passado a contrato com a agência IARB foi renovado. A colaboração entre a IARB e a Jerónimo Martins (JM) remonta aos idos anos 90. Em Setembro deste ano a direcção da JM concedeu sem concurso a conta do PD à agência brasileira Duda Propaganda (por cá é Duda Portugal). Esta agência preparou e concebeu a campanha que já se pode ver por todo o lado, nas televisões, mupis e outdors. Não haveria mal nenhum não fosse o anúncio televisivo ser um estereotipo de anúncios dos anos 80, ou que copiasse o gesto que foi utilizado na campanha publicitária de Lula da Silva quando este foi candidato à Presidência do Brasil em 2002. Para não falar dos clichés e do sol a nascer no mar e da bandeira portuguesa ao contrário... por causa do vento. O PD tinha, já não tem, deixou de ter, uma marca consolidada, uma marca de confiança, uma das melhores comunicações que pode existir para uma cadeia de supermercados. Os grandes concorrentes, Jumbo, Modelo e Continente, tiveram que palmilhar muito para chegar onde o PD chegou em termos publicitários. O que me choca é ver que a IARB foi abandonada de forma ingrata, pois a agência ajudou a marca PD a chegar onde chegou, e vice-versa claro. Aderi ao grupo criado no Facebook porque sou cliente do PD e fiquei triste por ver um bom trabalho de anos ser jogado no lixo. Espero que a JM não mova nenhum processo por difamação à pessoa que criou o grupo no Facebook. Sinceramente gostava que os responsáveis da Jerónimo Martins tenham a decência e a humildade de retirarem a campanha do ar e que peçam desculpas aos clientes e fãs do Pingo Doce.


 


Vejam também:


Gente que não grama o anúncio do Pingo Doce do Duda - Grupo do Facebook contra a publicidade

Descontentamento com a campanha do Pingo Doce cresce no Facebook - artigo no Meios & Publicidade

Anúncio do Pingo Doce alvo de críticas na Net - artigo do Jornal de Negócios

José Carlos Campos: campanha do Pingo Doce não retrata um “país genuíno” - artigo do Briefing

PINGO DOCE: COMO JODER UNA MARCA EN UN ABRIR Y CERRAR DE OJOS - post dum blog espanhol

As pessoas que gostam do novo anúncio do Pingo Doce! - Grupo do Facebook a favor da publicidade


 


Vejam o anúncio:



O próprio Minipreço só agora conseguiu encontrar um estilo sóbrio de se fazer anunciar, muito ao antigo estilo do Pingo Doce, e só agora parece sentir-se confortável com a marca (e nome da casa mãe) DIA%. Se a Jerónimo Martins insistir em manter a campanha e especialmente se decidir processar judicialmente o autor do grupo no Facebook ficará seguramente para trás do Minipreço especialmente na vertente da comunicação (coisa que sempre sucedeu precisamente ao contrário). A meu ver, o mais adequado seria uma ruptura total e imediata com esta campanha e esta agência e um pedido de desculpas público com uma nova campanha com a música do costume, a voz off do costume, as frases sóbrias do costume e a agência do costume, enfim, uma campanha do costume para "o sítio do costume".
Hugo Melo a 14 de Outubro de 2009 às 08:18

Olá Luís
quero saudar o teu regresso após uma longa ausência, às postagens aqui no blog.
Abraço amigo.
pinguim a 14 de Outubro de 2009 às 17:11

Acho uma crítica completamente descabida, o Pingo Doce mudou nos últimos tempos e teve de o fazer porque teve momentos em que foi ultrapassado pelas outras grandes superficies comerciais. Bem a tempo perceberam que estava na altura de deixarem "As publicidades do costume" e fazerem algo diferente e que ficasse marcado no público. Isso foi conseguido. Estar aqui a reclamar com a campanha é tão mesquinho e inferior, e o objectivo foi conseguido, captar a atenção do povo, não é agradar a pseudo-intelectuais... qual o mal de ir buscar referencias dos anos 80, aproveitar cliches? é preciso é saber distinguir as coisas e neste caso a publicidade atingiu exactamente aquilo que era pretendido
Tiago Duarte a 18 de Outubro de 2009 às 21:59

"Aderi ao grupo criado no Facebook porque sou cliente do PD e fiquei triste por ver um bom trabalho de anos ser jogado no lixo."- Desculpe que lhe diga, mas deve dos únicos que vai fazer compras ao PD pelos anúncios e não pelos preços baixos como qualquer outra pessoa em outras áreas comerciais
Ondetatu a 21 de Outubro de 2009 às 01:47

tu es mesmo ignorante na música diz ''o mundo roda e tudo muda sem parar''

o facto do sol estar a nascer no mar é propositado. Tens que aprender a interpretar.

Nao é uma pessoa como tu que vai ensinar a fazer anuncios ao dono do Pingo Doce , uma das pessoas mais ricas em Portugal (2ª).

Cresce empregado da concorrencia:

Tiago a 23 de Outubro de 2009 às 16:56

1º Que tem a ver o facto de o mundo rodar e de tudo mudar sem parar com o sol, que em portugal nasce no interior e se põe no mar e não o contrário, coisa que nunca mudará?!?
2º O facto de o sol estar a nascer no mar é um erro! No Brasil o sol nasce no mar, seguramente que nem se lembraram que em Portugal é ao contrário!
3º Tu é que tens que aprender: a escrever sem erros ortográficos e a pontuar correctamente!
4º Não é o dono do Pingo Doce que faz os anúncios, duvido até que tenha tido sequer opinião no "processo criativo"!
5º O autor deste blog tem uma actividade profissional muito distante de ser empregado da concorrência quer na distribuição, quer na publicidade.
Resumo: Parece-me bem que o ignorante aqui és tu: além de não saberes escrever nem pontuar (nem nada), ainda vens sugerir que tu é que sabes "interpretar" e lançar suspeitas infundadas de ataques vindos da concorrência. Cresce e aprende a aceitar a crítica e a refutá-la sem ataques parvos e sem sentido!
Hugo Melo a 2 de Novembro de 2009 às 22:18

Acho descabida a criação de um facebook contra este anuncio publicitário. O grande problema do Português é e será sempre valorizar tudo menos aquilo que a si lhe diz respeito. Cresçam e apareçam, só porque o PD celebrou um contracto com uma empresa de marketing e o fechou com outra isso não significa que não o possa fazer. Aliás , que moral tem vocês para falar sobre isso ? quem são vocês para ensinarem um dos maiores empresário de Portugal a fazer o seu trabalho ? Moderem-se, e digo já, seria de muito mau gosto se o anuncio fosse retirado do mercado, o PD é um exemplo de crescimento a nível social, económico e organizacional a nível interno, um exemplo de uma empresa de média existência que se tornou numa das grandes forças comerciais que sustentam hoje este país !

Não mostrem a vossa mesquinhice , e acabem com esta birra infantil, a empresa que o Pingo Doce contrata ou deixa de contratar para fazer os seus anúncios em nada vos diz respeito. Limitem-se à insignificância do comum comprador. Vejam os anúncios , cheguem à loja, comprem, paguem e venham embora !

Sejam coerentes e acima de tudo EDUCADOS.

E digo, aliás repito, esta é uma das maiores produções publicitárias em Portugal, a seguir ao anuncio do Azeite-Galo , e da PT Comunicações é um exemplo de uma forte aposta na comunicação e no desenvolvimento!
Pedro Azevedo a 25 de Outubro de 2009 às 02:15

Questões já referidas como a do mar e a da bandeira invertida são muito importantes. Um "dos maiores empresários de Portugal" não se importará nada de ter um bom feedback sobre os efeitos reais do anúncio. Muita gente peca pelo exagero... eu vou ao PD e tenho alternativas e neste momento não suporto mais ouvir a música no mercado. Não é questão de gostar ou de não gostar, é apenas um massacre que está a ir longe de mais... Percebê-lo é mais interessante para o PD do que para qualquer outro interessado. Além do mais, a angariação de novos clientes não se faz entrando em conflito com os já existentes...
André Martins a 24 de Novembro de 2009 às 18:24

O PINGO DOCE é uma das melhores marcas portuguesas, criada pelo Grupo Jerónimo Martins. Já tive o privilégio de trabalhar com este grande grupo e as coisas não feitas ao acaso.
Mas a nível de comunicação, publicidade, marketing, estratégicas, a revelação é o Mundo PT (TMN, MEO , SAPO...). O GRANDE Zeinal Bava que deveria dar lições a muitos empresários portugueses.
Posso dizer que trabalho na PT Negócios da e digo-vos... Eu não tenho tempo para executar as minhas tarefas diárias, mas se tivesse passava o dia a descobri coisas novas. A INTRANET da PT é do melhor! Tem uma equipa motivada, criativa... Adorava conhecer... e se possível trabalhar, já que é a minha área de formação.
O anúncio do PG não foi feliz, mas não vou deixar de ir a uma marca de eleição por um simples anúncio. Aliás, penso que esta publicidade é mais convidativa, visto já ter visto crianças a pedir aos pais para ir ao PD pq no fim dizem: "Venha cá!".
Mas não publicidade inteligente, na minha forma de ver.
GMMC a 10 de Dezembro de 2009 às 23:18

Apenas para esclarecer alguns pontos:
Não trabalho, nem nunca trabalhei, para a área de retalho, nem na Jerónimo Martins, nem na Modelo e Continente Hipermercados, nem na Companhia Portuguesa de Hipermercados, nem noutra qualquer.
O que escrevi no post é apenas o meu ponto de vista sobre uma campanha publicitária. Como não ofendi ninguém, penso que não é justo ofenderem-me.
Como este blog é um blog que aceita qualquer comentário, seja negativo ou positivo, nenhum comentário será apagado por mim, a não ser que seja spam.
Por último peço a todos os que comentem aqui para se respeitarem uns aos outros. Sejamos educados, não custa assim tanto.
Obrigado.
Luís V a 3 de Novembro de 2009 às 09:22

Então? Ainda continuam com a birrinha do anuncio do pingo doce? Olha eu fico muito contente! Só vejo o valor das acções a crescerem!!! Acho que a Jeronimo Martins é uma grande empresa das poucas que impulsionam o nosso pais a crescer uns pontinhos na Bolsa , coisa que é RARO!!! no nosso PORTUGAL ! E axo que eles estao a agir ao melhor nivel, porque estas mesquinhices não os afectam rigorosamente nada , antes pelo contrario , o resultado está a vista, teve e esta a ter impacto!!! e o espelho disso é que a ideia desta controversia toda contra a publicidade é muitoooooooo suspeita... do tipo " aiii por favor nao movam nenhuma acção judicial de difamação contra estes grupos por favorr.......suspeito ? Talvez.... Opah ! Tenham Dó! Venham mais pubs destas!!! Sem cartoezinhos e outros taloezinhos EHEHEHE

Abraço a todos ! E viva ao Paulo Bento|!
Oliveiros a 6 de Novembro de 2009 às 14:00

És um verdadeiro anormal... não comento sequer a tua construção frásica mas quanto à formação da tua opinião não me contenho. Os pontinhos na bolsa só alimentam a fortuna de especuladores e dúvido que ganhes um cêntimo com isso, mas ninguém está contra o PD como empresa, estamos sim contra uma campanha publicitária que é feita por brasileiros para brasileiras, tão estúpidos quanto tu és.
mario silva a 7 de Dezembro de 2009 às 20:33

Que comentário preconceituoso.
Carmen a 7 de Junho de 2010 às 12:00

Enfim.

Tenho 20 anos e nunca vi uma publicidade que chegasse aos pés dos anuncios da Coca-Cola MCDonalds NIKE , etc.
O PD chegou lá perto, e de resto não há mais nenhuma portuguesa que sequer sonhe com isso.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Enfim. <BR><BR>Tenho 20 anos e nunca vi uma publicidade que chegasse aos pés dos anuncios da Coca-Cola MCDonalds NIKE , etc. <BR>O PD chegou lá perto, e de resto não há mais nenhuma portuguesa que sequer sonhe com isso. <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Luis</A> V tem vergonha de ti próprio, se prestares atenção à letra e não só ao video em si, verás que és um imbecil e sim tu deverias retirar este tópico da internet.A tua adesão a esse pseudo-grupo do Facebook é uma das razões para o qual deverias olhar para o chao. <BR><BR>Quem não gosta desta publicidade, faça o favor de se suicidar. <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Cumps</A> .
Bernardo a 23 de Novembro de 2009 às 01:49

Olá. Chego um bocado tarde a este assunto e nem tinha percebido que gerava uma polémica tão intensa... Tenho um blog recém nascido no qual os dois primeiros artigos são críticas ao anúncio do PD. O primeiro é uma espécie de análise cinematográfica ao anúncio e o segundo dedica-se apenas à questão da bandeira invertida. Depois das bandeiras do Scolari e da cuspidela da Maitê Proença, surge aqui uma nova oportunidade para verificar como se aborda o nacionalismo a partir doutro país...
Por outro lado, a reacção ao anúncio identifica um estilo ao qual os portugueses não estão completamente habituados. O frenético incentivo a cumpir uma ordem subliminar: "venha cá, venha cá, venha cá".
André Martins a 24 de Novembro de 2009 às 18:32

mais sobre mim
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO