Since 1979
14
Mai 08
publicado por Luís Veríssimo, às 19:26link do post | comentar

No dia seguinte, não vi o Dunas e confesso que senti a sua falta, embora nunca soubesse ao certo se ele viria ou a hora a que chegaria. Levantei-me mais cedo do que o costume, preenchi a manhã com a escrita e, depois do almoço, pedalei até à aldeia, pois, pela primeira vez desde que chegara, tive saudades de um cafezinho antes de voltar ao trabalho.


Havia apenas um café na aldeia, que tinha uma televisão estrategicamente colocada numa prateleira pouco abaixo do tecto para que todos pudessem ver. O som estava altíssimo e foi difícil encontrar uma mesa vaga, mas o cafezinho soube-me bem, muito melhor do que os instantâneos que eu fazia em casa. Quando chamei o empregado para pagar, se ele sorriu como se me conhecesse e, porque ficou tempo de mais a olhar-me, tive de perguntar-lhe se queria saber alguma coisa.


Maria Teresa Maia Gonzalez


O Guarda da Praia


1.ª edição, reimpressão: Julho, 1999


Editorial Verbo


nota: Maria Teresa Maia Gonzalez é também autora de A Lua de Joana. E é também co-autora, com Maria do Rosário Pedreira, da colecção O Clube das Chaves.

tags:

mais sobre mim
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

16

22
23
24

25
27
29
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO