Since 1979
29
Out 07
publicado por Luís Veríssimo, às 07:14link do post | comentar

Como é que se fala com alguém sobre dívidas? É um assunto realmente muito melindroso. Apesar de eu não ser a favor de falinhas mansas, aqui são imprescindíveis. Mas o tema terá sempre que ser tratado com franqueza directa. Claro que depende da pessoa que está em dívida para connosco.


E se forem dívidas de amor? Como é que se resolve esta questão? Será que se tem mesmo que resolver? Será que se quer resolver? Será que vale mesmo a pena recuperar esta dívida? Já deixei cair em saco roto algumas dívidas de amor. Quer se cobre ou não esta maldita dívida é sempre um processo penoso. As dívidas de amor chegam a provocar feridas físicas no corpo. Feridas essas que deixam marca caso o nosso corpo não seja bom a cicatrizar. E nem com Bepanthene ou Creme Gordo se vai lá.


Ainda não sei se vou cobrar esta dívida de amor. É um assunto a considerar. Não sei qual das duas hipóteses poderá magoar-me mais. Depois vejo isso...



mais sobre mim
Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
26

30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO