Since 1979
31
Ago 08
publicado por Luís Veríssimo, às 19:13link do post | comentar | ver comentários (13)

Considero-me alentejano, não por ter nascido no Alentejo, mas por toda a minha família ser da região e por ter lá vivido na adolescência. Como já andava com saudades daquelas planícies resolvi fazer uma Açorda de Gambas. Para a degustação convidei 5 pessoas. Deliciaram-se... Aqui fica a receita:



Receita para 6 pessoas:



Ingredientes:

- um pão do tipo alentejano de 1kg;

- duas gambas grandes com casca por cada pessoa;

- 100gr de gambas descascadas;

- 200gr de camarões descascados;

- 6 ovos;

- uma cabeça de alhos;

- um ramo de coentros;

- óregãos;

- azeite;

- sal.



Preparação:

Cozi as gambas grandes com casca em água apenas temperada com sal. Coloquei também nesta água, como costumo colocar sempre, umas cascas de cebola (coisas que eu via o meu pai e a minha mãe fazerem quando ficava especado a vê-los cozinhar). Depois de cozinhadas as gambas, retirei-as da água e reservei-as. Passei a água das gambas por um coador e cozi nessa água as gambas e os camarões sem casca. Assim que cozeram reservei-os também. Coei novamente a água e deixei-a repousar um pouco. Cortei o pão aos bocados e fui colocando um pouco da água das gambas por cima. Depois de amolecido o pão, passei-o de forma grosseira com a varinha mágica. Ficou criada assim uma papa homogénia de pão. Reservei-a. Numa panela antiaderente aloirei em azeite os alhos previamente picados e esmagados. Juntei a este "refogado" o molho de coentros, parte deles cortados grosseiramente e esmagados, e outra parte picados finamente. Deixei o lume aquecer os coentros e juntei logo de seguida a papa feita com o pão. Mexi bem para que os coentros e os alhos se juntassem à papa. Nesta altura revi a consistência da papa e juntei-lhe mais um pouco da água das gambas. Reduzi o lume para o mínimo e fui colocando um ovo de cada vez, mexendo sempre a cada ovo. Depois de adicionados os ovos juntei as gambas sem casca e mexi o preparado muito bem, para que todos os ingredientes se unissem bem. Deixei a mistela em lume brando para que os ovos cozinhassem bem. Voltei a colocar as gambas grandes com casca ao lume (brando), na água da sua cozedura, para as aquecer. Servi a açorda bem quente. Ao servir fui decorando os pratos com as gambas com casca.



Notas:

De entrada foram servidos queijinhos frescos temperados no momento. E foram acompanhados com uma salada de alface com maçã verde.

A regar a refeição foi servido um vinho verde de Ponte da Barca e um branco das Terras do Sado.


mais sobre mim
Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14

19
20
22
23

24
29



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO